Together Forever.

Daisypath Anniversary tickers

27 de janeiro de 2010

Das bobagens que eu falo.

Já falei aqui, dia desses, das coisas que às vezes sou obrigada a ouvir, dar um risinho amarelo e sair de fininho, mas ainda não falei das maravilhas que também falo.
É uma coisa mais forte que eu. Nem sempre guardo pra mim as coisas que penso, verdade! Tudo bem que às vezes falo sem pensar mas é melhor do que calar todas as vezes que me provocam o sarcasmo.
Na verdade, é uma maneira legal de acabar com certos assuntos. Analise.

Situação I.
Numa bela manhã de domingo, lá estava meu irmão querendo fazer arte:
- Ow Fáh, me empresta seu cabo (que liga o computador ao aparelho de som)?
- Aqui não tem cabo nenhum, não! Só tem um sargento e um soldado (presentes estavam meu irmão, Fabiano e eu).

Situação II.
Pessoal do trabalho falando em casamento:
- Você não convidou muita gente, né?
- Não... A grana tá curta e não vamos fazer festão.
- Seu pai não está pagando? Dizem que quem paga a festa é o pai da noiva. Quando minha filha casar, eu terei que pagar
- Mas isso era lá nos primordios né... Quando as moças namoravam de pegar na mão durante 6 meses. Agora a coisa evoluiu, namorado dorme na casa da namorada, namorada viaja, pegar na mão só pra andar na rua... O senhor ajudar sua filha até concordo, mas depois de tanto tempo, acho que ela deveria se tocar e se virar também (meu chefe, traçando um comparativo com a filha dele que enrola há 6 ou 7 anos).

Situação III.
Prefiro não descrever o fato, somente o diálogo.
- Eu sempre achei que o Fabiano fosse casar com a fulana. Nossa, era um amor só, precisava de ver... Eles sempre iam lá em casa juntos, sempre via os dois na rua... E a fulana é muito legal, gosto muito dela, sempre torci por eles... Ela namorou um outro rapaz depois dele mas não deu certo...
-Mas se ela realmente fosse boa não seria a ex.

Situação IV.
Colega de trabalho contestando minhas opções:
- Já sabe como você quer seu casamento Faby?
- Sim, já decidi tudo e estou começando a correr atrás. Vou fazer só civil e um coquetel de recepção. Vai ser durante a tarde.
- Ah, não! Servir café não combina com casamento. Se eu fosse você faria um jantar!
- Querida, se você fosse eu teria ao menos noção das coisas que você sugere e respeitaria um pouco as condições das outras pessoas. Quando você casar, faça o que quiser. Do meu casamento, cuido eu, ok?
__________________________________________________________

RAZÃO #16

Eu adoro ganhar beijinho de boa noite e de bom dia. Quero para sempre.

5 comentários:

Fatinha disse...

Gente que absurdo essa situaçao III vc foi muuuuito educada!!!
nossa...
e a ultima tb. Aff, ng merece!!!

passa la no meu blog tem promo hj!
bjao

Casadinha Deise disse...

Amiga até imagino quem falou a situação III
E a última eu tb já ouvi coisa parecida ( q jantar é o Top dos casamentos) cada com seu cada um né?
Viu e ontem eu percebi que sua net tinha caido,e sobre os imãs de geladeira eu fiz pra mim mesma,só pra ver como ia ficar,dai fiz um pra minha Mãe tb,pq de qualuqer forma ela iria querer um mesmo rsrs
Bjokassss to indo pra aula rs

Camila e Daniel disse...

Adoro esse blog, você é muito sincera nas postagens!
Mas como tem gente que perde a oportunidade de ficar calado né?

Seu casamento está chegando e estou muito ansiosa pra ver as fotos, tenho certeza que serão incríveis!
beijinhos

Ale - Menos estressada disse...

É... tem gente que merece né?! Nesses casos então... ai ai.Mas também tem quem não merece, eu sou muito nervosa e quando estou nesse estado não consigo ficar de boca fechada, infelizmente deixo as porcarias saírem e magoarem quem quer que seja, odeio isso em mim, e estou no processo de tentar mudar isso, porque ninguém merece viver com alguém que troca ferraduras todo dia né?! Que Deus me ajude!
Bjos

..Mônica.. disse...

Adoreii! li alguns dos seus posts e adorei, to te linkando!
beijoos.