Together Forever.

Daisypath Anniversary tickers

11 de janeiro de 2010

Educação financeira: Você tem?

Se tem uma coisa nessa vida que a gente apanha muito para aprender é administrar o próprio dinheiro. Não é fácil e nem sempre às teorias se aplicam por diversos fatores.
No meu caso, a compulsão me faz gastar com o que não devia. Sério, comprei agora em dezembro, fora os presentes de Natal, roupas e calçados que talvez eu devesse esperar mais um pouco. Fora CDs. Não que eu seja uma pessoa que compra tudo que vê, mas às vezes compro as coisas e depois fico com pesinho na consciência. Sei lá...
Agora que o casamento está perto, notei que vamos ter vários pequenos gastos que, somados, vão resultar num montante considerável.
É realmente incrível a forma como as pequenas coisas tomam conta de um todo. Às vezes a gente pensa que não, mas de R$10, em R$10, chegamos aos R$100, R$300, rapidinho.
Da mesma forma, quando resolvermos cortar custos, qualquer R$1, de desconto já é lucro.
Vou tentar me policiar mais, com relação aos passeios no shopping. Vou começar a limitar meus gastos da seguinte forma: Tirar o dinheiro que pretendo gastar e não levar os cartões. Assim, só gasto o que tiver na bolsa.
Espero, dessa forma, ir para frente. Sair do zero a zero e começar a ter "lucro".

4 comentários:

Fatinha disse...

acho que do jeito que vc falou que vai fazer acho que consegue se controlar!!!
e com o tempo, depois que vc se acostumar, vc vai ver que nem eh tão dificil assim!!!

bjao

Casadinha Deise disse...

Oi Faby,nem me fale em economia,senti na pele ano passado o que é ser economica rs
Não comprei praticamente nada de roupas e calçados,eu tinha várias coisas que comprava por intusiasmo do momento e depois deixava guardado.
Em 2009 usei tudo q estava no armário,pq não pude gastar com roupinhas da moda rsrs
Mais valeu tudo a pena.
Agora em 2010,não quero ser gastadeira,mais im comprar aquilo que é necessário.
Vc viu o que eu te escrevi no seu post anterior a respeito do nosso Buffet e a respeito do meu irmão?
Bjussssssss =)

Aloma disse...

Menina, nem fala! Sempre fui muito desligada nesse asunto finança. Gastava mesmo...era da opinião "dinheiro é papel"...rs Mas com o casamento estou ficando desesperada e confesso, aprendendo muito tb! BJS!

Cécil disse...

Pois é amiga...eu sou controlada, mas agora que fiquei desempregada ta ficando feio...

O que mais me surpreende é que com essas coisas de casamento com cifras extratosféricas eu tenho passado achar alguns valores baratoa, que antigamente acharia um absurdo...

As vezes a minha mãe comenta :"Achasse barato??? Tas doente, a senhora pão dura da familia achando isso barato...esse negócio de casamento não ta te fazendo bem, minha filha!!!"

Então, será que depois do casmaneto eu volto ao normal???

Bjokas e "força na peruca"!!!